terça-feira, junho 20, 2006

Intensamente

Não estou feliz com o cabelo. Hoje não é a roupa. Amanhã é o emprego. No dia seguinte, dor de cabeça. Sigo um dia insegura, outro mal humorada.

Assim é o medo de viver. Que descarado esse pavor de amar! Esse sentimento latente, que me envolve e leva pra longe, bem longe. Onde só minha imaginação alcança. E esse sujeitinho petulante me tranca no quarto e insiste por lágrimas. E elas vêm, fácil. Quero distância, quero terminar tudo. E nada de recomeço. Encaro de frente, de lado, e não vejo respostas.

Quero você. Mas quero em mim. Intensamente.

4 comentários:

Nina disse...

Muito intenso...
E é você.

ass: Outra Nina

andres disse...

"Quero você. Mas quero em mim. Intensamente."

adorei essa, me lembra algo que sentia, quando tudo que eu queria era me fundir aos atomos de uma pequena menina loira...

quantas Ninas existem, falando nisso?

angelo disse...

Cadê o humor, cadê o humor?

Jazz disse...

atualiza o blog nina! novos textos!!!!!!
beijo